Reportagens do Libano e do Egito…reeditado….

Leia em http://www.barbarasaleh.com/2008/08/18/reportagem-do-libano-e-no-egito/

About these ads

14 Responses to “Reportagens do Libano e do Egito…reeditado….”


  1. 1 priscila e as meninas 18 de agosto de 2008 às 22:53

    realmente a midia só engloba um lado da historia, e isso é muito errado…isso realmente acontece em qualquer rua de qualquer país!!! Vejo isso tb nas reportagens sobre adoção em que a midia em vez de culpar o governo pela lentidao culpa os pais que “só querem meninas brancas” o que não é verdade!!!!!bjkas

    Barbrinha responde: E eu sou uma das que acreditava nessa historia de que ps casais soh preferem “as meninas brancas”…..muito obrigada por me esclarecer…..Beijos e fiquem com Deus

  2. 2 Jana 18 de agosto de 2008 às 23:01

    Pois é, outra coisa que “deu a entender” na reportagem foi o fato do governo ir sempre a favor do marido (não importa quem está certo)…

    BarbrinhaEntao Jana, eu acho que existem casos e casos, nao acredito que o governo deixe uma mulher correr risco de morte vivendo com o marido, ate pq se fosse assim ela nao estaria num abrigo. Eh complicado julgar, pois a genet nao sabe ao certo o que esta acontecendo, olhando assim, ate eu tenho vontade de tirar ela de la. Torco imensamente que ela sai sa e salva de la. Beijos e fiquem com Deus

  3. 3 Beth Q. 18 de agosto de 2008 às 23:26

    Tem sido assim em todo o mundo. Blogs que leio de Portugal, Espanha, França, etc… dizem que a xenofobia está crescendo em número alarmante e, claro, quando pegam um grupo já fragilizado como os muçulmanos, brasileiros, latinos, romenos, cubanos e por aí afora. Coitados, sofrem o que um faz e deixa sujo para toda uma raça!

    Mas, Babrinha, eu já ouvi falar que muitos homens muçulmanos quando saem de um país liberal como o Brasil, por exemplo, e voltam às suas terras de origem, com suas famílias próximas e hábitos tão arraigados, tentam mesmo fazer isto com a mulher – seria bom que você lesse e observasse isto para nós, informando-nos as verdades.

    beijos cariocas, garotinha!

    Barbrinha Beth, um relacionamento nada facil eh entre uma pessoa do Oriente Medio e outra Ocidental, nao eh nada facil, tem que haver muita conversa, muita paciencia e saber ate onde vc deve chegar. Se o relacionamento foi construido assim, tenho certeza que qdo chegar nao havera problemas, mas se nao houver chance para conversa, ai sim eh complicado. Eu ja vi tudo, de gente que por opcao de cobre toda, e que continua como era antes e tambem casais em crise. Isso eh de cada um, ate quando voce aguenta a cobranca, caso ela existir…..Xa comigo que eu mantenho vcs informadas…..Beijos e fiquem com Deus

  4. 4 Andrea 18 de agosto de 2008 às 23:52

    Sabe Barbrinha, a mídia “adora” abordar casos polêmicos como esse…..
    Existe, em cada religião, os bons e os ruins…..
    Por que todo presidiário se torna evangélico no xadrez? será a fé deles diferente ou o “sistema” que exige isso???? e se a política dos presídios fosse a religião muçulmana, budista, catolicismo?????
    Isso tudo envolve uma polêmica incrível…… entretanto, os bons pagam pelos ruins…..
    Barbrinha, aqui no Brasil é o seguinte: dá ibope???? então vamos polemizar…..
    Beijo enorme flor!!!!!!!!!!!

    BarbrinhaAndrea, eu concordo plenamente com vc. Se da ibope entao pq nao falar neh???????….Pena que quem sofre sao os outros….os do bem….. Beijos e fiquem com Deus

  5. 5 Carolina 18 de agosto de 2008 às 23:56

    Oiiiiiii amei sua visitinha
    ja sabe que o seu já estava nos meus favoritos

    bom, infelizmente eu vi essa reportagem… meus familiares também, ai minha vó já ligou aqui em casa falando para eu não ir, porque num ia ser feliz… pra nunca ter filhos..
    mulheres são agredidas no mundo inteiro, infelizmente é fato! :(

    BarbrinhaPois eh, eu imagino como que as familias devem ter ficado depois disso, eh logico que eles ficam com medo, nao tem como neh?????? Mas vai com calma mostrando que nao eh isso. Torco por vc….Beijos e fiquem com Deus

  6. 6 Vanessa 19 de agosto de 2008 às 0:05

    Oi Barbrinha,
    gosto de ler seu post. Voce me parece uma pessoa muito boa de coracao.
    Acredito sim que a midia tende a distorcer fatos e generalizar tudo pelo lado ruim.
    Quer ver o outro lado da moeda? Por que todo mundo tende a achar que os judeus sao ruins, uns miseraveis e que so os palestinos tem razao?
    Ha muito judeu sofrendo tambem, vendo seus entes queridos morrendo em acoes terroristas e muitos deles nao desejam mal aos palestinos.
    Ah se as pessoas dialogassem mais ao inves de simplesmente acreditar em tudo que ve na tv, nao e mesmo?
    Beijos

    Barbrinha Vanessa, se existisse pessoas assim dominando, o mundo com certeza seria outro. Mas vamos fazendo nossa parte, quem sabe conseguimos mudar alguma coisa????? Beijos e fiquem com Deus

  7. 7 Nadine 19 de agosto de 2008 às 2:04

    Eu vi, fiquei pensando.Realmente ficou muito enfatizado que ele era libanês.Eles comentaram que é o país onde o homem tem poder sobre a vida e a morte da mulher.Ixi, eu estava vendo a reportagem e a mamãe começou a assistir comigo, ela sabe que sou muito apaixonada pelos árabes, e começou a falr:
    —viu só Nadine?Vai!Tinha coragem de casar com um árabe?
    Eu acho que violencia e gente louca tem em todo lugar, por exemplo, aqui no Brasil tem muita violência doméstica.Barbara eu fiquei pasma com o sotaque do libaês…
    –Po cara…minha esposa…pq ela não devia falar.. cara…
    Achei estranho, tão conservador nos costumes e com uma fala assim.Até as vestimentas dele.Barbara os árabe spossuem gírias?

    Barbrinha Ainda bem que vc percebeu isso, eu nao queria falar, para nao dizer que eu estava julgando, mas tbem nao achei normal isso nao….Quanto a mamys…..isso eh normal, eh o cuidado que toda mae tem com seus filhos neh?…..A minha tambem fazia isso, vc viu o post de hj???? Beijos e fiquem com Deus

  8. 8 Elaine 19 de agosto de 2008 às 2:08

    Acho os comentarios e opinioes de todas muito valido. Eu gostaria de mencionar algumas coisas.
    Porque serah que a gente ouve falar (e livros foram escritos – pelas vitimas – sobre isso algumas vezes) que alguns maridos arabes voltam aos seus paises de origem justamente p/ fazer isso com as mulheres? Porque nao eram assim nos paises aonde estavam residindo?
    Realmente violencia contra a mulher existe no mundo inteiro, nao importa o pais. Mas acho que o ponto da reportagem fugiu a algumas pessoas: nao eh que ela foi espancada, eh o fato de nao poder sair do casamento. Eh verdade que a maioria dos paises nao permite que filhos saiam do pais acompanhados de somente o pai ou a mae sem um consentimento escrito do outro conjuge. Mas serah que eh por isso que ela foi detida e estah escondida? Por favor, nao vamos minimizar o ponto principal da historia, que nao sao os mal tratos em si, mas o fato de que eh real e comprovado que no mundo islamico as mulheres muitas vezes sao tratadas como um objeto nao somente pelo marido, mas pela lei.
    Aqui no Canada, ha bem pouco tempo, uma moca foi assassinada pelo pai muculmano pq ela nao queria seguir a religiao e fazer um casamento arranjado.
    Mas… nao vamos muito longe. Jah ouvi brasileiros falando que iam fazer uma viagem “rapida” ao Brasil para poder dar um “corretivo” nos filhos.

    Barbrinha Elaine, voce tocou num ponto certo, pq ela nao pode sair do pais??????? Se ela eh brasileira o pq ninguem a ajuda????? Como a historia foi contada superficialmente, nao tenho como julgar, pois como ela disse tem familia e onde estao todos??????? Tudo bem que ela eh csada, mas ninguem pode ajuda-la?????? Fico tendo esses qustionamentos, mas sei que somente eles e Deus sabem da verdade da historia. E quanto aos casos citados, infelizmente sao os que sao apresentados para a gente, e nao tem como nao ficar com essa impresao. Pq nao mostram os casos bons, os que deram e dao certo ate hj??????? Nao podemos culpar uma cultura por conta de meia duzia que anda torto por ai neh?????? Nos brasileiros sabemos muito bem sobre isso, nao temos uma fama muito boa nos outros paises…..E considero o Brasil um dos melhores paises do mundo……Beijos e fiquem com Deus

  9. 9 Irís 19 de agosto de 2008 às 2:58

    Assalamu Alaikum Wa Rahmatullahi Wa Barakatuh. habiba…

    Ontem ao assistir a reportagem, senti o mesmo que voce, a midia , melhor dizendo A GLOBO é totalmente tendenciosa…faz nos sentir pessoas más, apenas por sermos muçulmanas…

    1 – Casamentos arrajados não existem, a moça muçulmana casa se ela quiser.
    2 – Violência contra a mulher no Brasil é muito maior que no mundo “islâmico” e em outros mundos também, os brasileiros são imensamentes machistas, muçulmanos apenas cuida da imagem de suas esposas e filhas.
    (eu mesma sai do meu estado e estou morando em outro, a mais de 3.000 km de distância, onde só minha família sabe, por causa das ameaças do meu ex-marido e, ora vejam só……ELE NÃO É LIBANÊS E NEM MUÇULMANO…).
    3 – Pelo pouco que sei da lei do Líbano, por causa de uma amiga minha, realmente ela teve que abrir mão de seus dois filhos, mas pelo que sei, aos 12 anos eles, os filhos, podem escolher estar com a mãe, essa minha amiga, casou com outro e, foi morar em outro país, teve uma filha, mas agora está de volta ao Líbano e convivendo com seus filhos. Tudo é questão de tempo. Eles são melhores pais que 80% dos “pais” brasileiros.
    4 – Maktub, tudo nessa vida está escrito.
    5- Conheço tantas mulheres de libaneses felizes….e quantas de brasileiros e europeus infelizes….não devemos generalizar.

    E é isso…

    Allah Ma’ak u7hi.

    Bauces.

    P.S. Vou escrever um e-mail para te, para tu me tirar umas dúvidas, tá?

    Barbrinha Salam Iris, seu comnetario esta completo……muito obrigada….Manda sim, estou esperando, nem precisa falar e soh mandar….hehehhehe…..Beijos e fiquem com Deus

  10. 10 karina 19 de agosto de 2008 às 4:34

    Isso é mesmo absurdo minha amiga! as pessoas preferem apontar seu dedo sujo, quando deveriam olhar ao seu redor e ver que logo aqui , no brasil, milhoes de mulheres sofrem ou sofreram de maus tratos por seus maridos , bebados, mulherengos, irresponsáveis, violentos , não precisa nem cruzar a rua, quanto mais o oceano!! Se querem falar de maus tratos, então tirem os policiais despreparados das delegacias de mulheres, que ao invés de ajudar, ainda fazem pouco caso quando uma mulher vai denunciar uma surra do marido, ou ameaças de morte que depois acabam se concretizando porque vivemos num pais falso moralista!! Lei Maria da Penha … conhece? agora as coisas estao ate mais controladas, mas antes disso, o homem aqui matava, usava a desculpa de legitima defesa da honra e a familia da morta que chorasse sua falta…
    tenha santa paciencia!! Eu mesma ja fui vitima de maus tratos e nao so fisicos, e sim dos maus tratos morais, que deixam marcas eternas, dificeis de serem apagadas e ninguem foi até minha casa fazer reportagem e dizer que meu ex marido era um covarde , que me maltratava, ao contrario, quando procurei meus direitos os policiais da delegacia ainda riram de mim… dá pra falar do pais dos outros????

    Barbrinha Karina, infelizmente a realidade esta na ponta dos nosso nariz e nao conseguimos ver nada neh? Que tudo de certo em sua vida…Beijos e fiquem com Deus

  11. 11 Marina Faleiros 20 de agosto de 2008 às 18:02

    Oi Barbara, vale a pena comentar que esta história da brasileira está bem mal contada…. ela já era casada com o cara faz tempo e quis ir pro Líbano por livre e espontânea vontade. Também não disseram que só fazia três meses que ela estava lá e só de fazer uma busca simples no google com o nome dela outro dia encontrei ela mandando um e-mail em abril acho para um programa, implorando para ir para o Líbano, que a vida dela no Brasil era horrível, etc, etc… mas na hora de colocar o muçulmano como 100% vilão da história é fácil né…
    Claro que ela deve estar sofrendo e ninguém deveria ser obrigado a fazer algo que não quer, mas é preciso entender porque ela queria ir tanto pro Líbano e tão rápido mudou de idéia.

    Beijos

    Barbrinha Ma, essa informacao eh nova para mim….mas da para ficar com o pe atras mesmo neh? De historias mal contadas o mundo esta cheioooooooo…..Thankssssss….Beijos e fiquem com Deus

  12. 12 samira 20 de agosto de 2008 às 21:00

    Ola Barbara querida!! Como vai vc, seu marido?? Espero q estejam bem!
    Estava lendo sobre a reportagem da moça q esta no Libano e nao pode voltar ao Brasil….resolvi fazer uns poucos comentarios, se me permite….
    1- A familia dela esta sim, batalhando para tentar traze-la novamente ao Brasil…antes de sair a reportagem no Fantastico, saiu uma reportagem local no Parana(sou do Parana, eles tb), a familia inclusive deu uma entrevista..mas no Fantastico, apareceu ela conversando apenas com o Marcos Losekann, acredito q pq ele é o Correspondente em Israel da Globo….apenas transformaram em uma reportagem curta…uma pena nao terem mostrado os pais da menina e o restante da familia….
    2- Conheci ano passado os pais da moça(o pai dela fez uma grande gentileza pra mim….e por causa disso mantive alguns contatos por telefone com a mae da moça e posteriormente os conheci….um breve mas muito agradavel encontro, e a unica impressao q tive foi essa: pessoas educadas, muçulmanos, prestativos, e amorosos entre si…
    3- Pelo pouco q lembro, essa moça estava morando no Libano na epoca, com o marido….lembro q a mae dela havia comentado isso comigo….
    4- Barbara, acredito q vc sabe a diferença entre xiita e sunita, e acredito q a familia do marido dela seja xiita….entao as coisas ficam um pouco mais complicadas de se resolver na diplomacia….
    5- Foi comentado na reportagem, q o marido dela conseguiu impedir q ela saisse do pais, atraves de um documento emitido pelo hezbolláh, e o Hezbollah é praticamente um Estado dentro de outro Estado…eles mandam por lá…nao importa se isso é certo ou errado….a verdade é q é um grupo que realmente possui muita força no Libano…A propria palavra ja diz tudo: Hezboallah(partido de Deus)
    6-Nao é certo o q o marido dela esta fazendo….nao importa se eles se dao bem ou nao, se eles se amam ou nao…se ele quer ficar com ela por causa dos filhos ou nao….Mas felizmente ou infelizmente existe uma realidade…a religiao nos paises arabes é muito forte e vc sabe disso melhor q ninguem, esta vivendo no Egito….um pais tao forte na religiao…no Libano nao é diferente…mesmo sendo praticamente meio a meio(muçulmanos e cristaos) e o Libano sendo governado por um Presidente cristao…ainda assim, existe o hezboallah….e a lei deles é LEI….se eles emitem algum documento ou resolvem q algo nao esta agradando, eles conseguem mudanças…..pois nao conseguiram tirar ate a equipe da Globo de Beirute…pq nao estavam gostando muito do teor de uma reportagem q seria apresentada!!!!! Imagine entao, o que eles fazem pra impedir q a mulher saia com o filho do Libano!!!
    Pois o Hezboallah conseguiu a libertação no mes passado de 5 soldados libaneses, entre eles um q estava presos ha 30 anos e mais os corpos de 199 guerrilheiros arabes!!!! Em troca, foi devolvido a Israel DOIS corpos de soldados israelenses!!! Por aí se vê a força Hezboalláh no Libano, muitos nao nao gostam deles..mas a maioria do povo ama o Hezbollah, pq eles protegem o povo!!
    Sim, ela é Brasileira, mas está no Libano e está casada com um Libanes e esta dentro de um país, onde se permite fazer isso…por mais q existam abrigos para mulheres…a lei pra impedi-la de sair de lá é mais forte…ou seja: ela consegue abrigo, mas nao consegue sair facil do país sem a permissao do marido.
    Quanto ao jeito do marido falar, acredito q isso é um pre julgamento apenas: lembre-se, ele é um rapaz jovem, ja deve ter morado aqui no Brasil…é normal aprender girias….afinal existem palavroes em árabe tb….rsrs. E libanes tb xinga bastante…rsrs. E eram dois homens conversando: ele o marcos Losekann…é natural q se solte, fale algo diferente…
    Agora, qto a ser violentos, nao vamos generalizar….Existe arabe violento, brasileiro, judeu, ateu..á toa…rsrs
    Como tb existem mulheres violentas..interesseiras…de tudo um pouco….
    Nada impede q uma pessoa tenha carater torto e adore a Deus…..é irrelevante. Muitas vezes pensamos q pq a pessoa tem religiao tem carater bom….ou vice versa…mas na pratica nem sempre é assim, essa é a realidade.
    De tudo isso fica apenas uma coisa….ela nao poder voltar junto da familia…pq eu tenho certeza q o marido dela, sabe q o filho dele aqui sera educado dentro das tradições muçulmanas…afinal os avos(maternos), sao tao arabes qto ele….mas é dificil julgar, estamos vendo mais o lado dela…nao sabemos o dele….fica complicado falar…dar opiniao….
    Bom era, isso….
    Desculpe, se eu nao falei o nome deles em nenhum momento, apenas preferi nao falar….por uma questao de delicadeza, nada alem disso…..
    Se fui inconveniente em alguma coisa, tb peço desculpas.
    E qto ao hezboallah, minha opiniao bem pessoal: admiro eles…podem falar q eles sao terroristas, o quer for…mas eles defendem o povo, a TERRA, os pais, as maes, os filhos da terra deles…podem ate exagerar algumas vezes…mas sao eles q impedem ou tentam impedir q Libano se acabe qdo tem guerras. Era isso.
    Fica com Deus

    Samira Gostei muito das informacoes que vc nos trouxe, como eu ja disse, quem sao as unicas pessoas que sabem o que esta acontecendo sao eles e Deus, entao nao tem como achar que o homem eh do mal ou a mulher nao eh boa o suficiente apenas por 4 minutos de reportagem. Eu mesma nao sabia que a familia dela estava lutando para libera-la. Desejo de coracao que essa historia se resolva da melhor foma possivel. Que Deus os ilumine…..Muito obrigada por suas palavras mais uma vez….a casa eh nossa…..eh conversando que a gente se entende……Beijos e fiquem com Deus

  13. 13 SOL 24 de agosto de 2008 às 22:51

    Olá …
    Primeiramente gostaria de falar como encontrei esse blog … Conheci um libanês, muçulmano, o conheci nos E.U.A , e desde então estamos conversando, e obviamente com grande preconceito por parte de brasilieros que estão incutidos na mentalidade que a mídia nos impõe , e como todos aqui sabem, como é …
    Enfim, estava em uma casa de uma amiga, e ouvi a seguinte frase : Lembrei de vc ao assitir Fantástico !!! E a história acima me foi contada, em meio a piadas, e tb um fundo de temor e desconfiança em relação a pessoa com quem converso … ! Fiquei extremamente curiosa em saber como isto tinha acontecido, assim encontrei esse blog no google !
    Gostei muito do conteúdo apresentado, e como estou lendo bastante sobre o assunto,achei excelente esta iniciativa , pois realmente através disto podemos mostrar um pouquinho realmente sobre como é esta cultura, q tem mta coisa bonita e boa !!!
    Gostaria um dia de contar toda a história e tudo que temos passado, uma busca pela superação, rompimento de obstáculos, muita fé e vontade de mostrar ao mundo o lado bom do Islam e da cultura libanesa … Ressalto, o quanto tenho me surpreendido a cada leitura dos versos do Alcorão , e a cada nova pessoa q conheço desta cultura, o quanto tem sido receptivos comigo e me tem aceitado, e respeitado !!!
    Acredito que a princial dificuldade muita vezes é entendermos o que é parte da cultura , religião , ou grupos radicais … conceitos que se misturam e divulgam uma imagem distorcida !
    Espero que esta mulher tenha o apoio e consiga superar isto, e tb lembrar a brasileiros que os índices de mulheres que sofrem maus tratos, crianças abusada sexualmente, famílias que matam seus entes, é alarmante em nosso país !!! E devemos sim lutar contrar isso !!! Esteriotipar os culpados só nos fazem esquecer da nossa própria realidade …

    P.S : Estou lendo vários posts !!! Muito interessante ! Parabéns pela iniciativa …

    Barbrinha

    Sol, seja muito bem-vinda por aqui, tome seu chazinho preto com a gente e coma seus biscoitinhos de tamaras…..

    A uniao faz a forca, se eu mostro um pouco da verdade, vc outro, mais gente mais outro pouco, quem sabe um dia conseguiremos mostrar que o Islam nao esta ligado com violencia neh?

    Tenho muita feh nisso…..

    Estou aqui para o que vc precisar…..se quiser me mandar um e-mail…..o endereco esta na parte inicial…..fique a vontade…..

    Beijos e fiquem com Deus

  14. 14 Rose 26 de agosto de 2008 às 0:42

    Barbrinha, concordo com vc plenamente! A midia adora rotular certos grupos d pessoas… sinto esse tipo d preconceito cada vez q um pastor é preso por alguma coisa… pra eles, tdo pastor é ladrao, como tdo muçulmano é terrorista e por aí vai. acho q eles deviam enfocar a pessoa em si e o q ela fez, não d q grupo religioso ela é.

    Bjs

    Barbrinha

    Eles perdem tanto tempo olhando as pessoas que fizeram algo errado, que esquece que muitos ali estao fazendo so coisas boas neh? Quem sabe um dia o mundo mude…..Beijos e fiquem com Deus


Comments are currently closed.



agosto 2008
D S T Q Q S S
« jul   set »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Mudamos!

Pessoal, o site mudou para casa própria, mas tá tudo lá! É só substituir aí nos seus favoritos o www.barbrinha.wordpress.com por www.barbarasaleh.com!

Os comentários aqui estão fechados, mas o bate-papo continua lá na casa nova. Não deixe de me visitar e participar!

Te vejo lá! Beijos e fiquem com Deus.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: