Maktub!!! – Capitulo 15

Leia em http://www.barbarasaleh.com/2008/08/20/maktub-capitulo-15/

12 Responses to “Maktub!!! – Capitulo 15”


  1. 1 Beth Q. 20 de agosto de 2008 às 20:19

    Garotinha, sabe o que eu gosto nos seus textos?
    Cada parágrafo você tenta mostrar o lado bom dos dois mundos. Isso é o que está faltando, excluindo a religiosidade, para que o mundo tenha paz e se entenda.
    Continue assim, pois quem sabe você vai editar livros e ser melhor do que aquele chato do Paulo Coelho! rss
    beijão crioca

    Barbrinha kkkkkkkkkk….ainda sou uma bebezinha nesse negocio de escrita, tenho que evoluir muito ainda……mas escrevo com o meu coracao e como acho que deveria ser a vida…….pelo menos num texto ela pode ser bonita e sem tantos problemas neh?….Muito obrigada pelo carinho……Beijos e fiquem com Deus

  2. 2 karina 20 de agosto de 2008 às 22:04

    minha flor!!!! adorei!! o amor prevaleceu!! e o Hamudi , como homem maravilhoso que é , entendeu , mesmo sem aceitar muito que a Bia é de outra cultura e sinceramente se ele quizer uma mulher igual a ele, deve procurar por la mesmo!!! Ai fofa, esse é meu medo!! meu habiby e eu nos conhecemos pelo trabalho e depois surgiu o amor, ele sabe tuuuuuudo sobre mim e me diz que nao quer que eu mude em nada, que quer que eu mantenha a minha personalidade, etc. mas acho que se ele visse como trato meus amigos, tios, primos , gatos , cachorros, papagaios, vai ficar chocado!! é nessa hora que o bicho pode pegar.. mas graças a Allah, ja decorei a explicação da bia e vou dizer quase as mesmas coisas caso aconteça, afinal ,temos que estar preparadas para tudo!! só nao vale perder o amor!!!
    Amei!!
    beijos minha linda

    Barbrinha Que Deus abencoe vcs e que encontrem o melhor caminho sempre…..Beijos e fiquem com Deus

  3. 3 Elaine 20 de agosto de 2008 às 22:33

    Eh assim mesmo que a “maioria” (andando como que pisando em ovos daqui p/ frente) dos arabes veem mulheres que cumprimentam homens desse jeito (vc mesma escreveu que eram ateh parentes da Bia), com um abraco ou com um beijo no rosto, como se elas nao se dessem valor? E que todo homem que cumprimenta uma mulher desse jeito tem um sentimento “nada puro” em relacao a mulher, mesmo sendo um parente?

    O interessante da historia eh que soh agora Hamudi se dah conta de que Bia eh de um outro pais, de uma outra cultura? Nao teria sido mais logico que ele tivesse procurado saber como era a cultura da Bia, visto que ele queria casar com ela?

    Interessante tambem eh que a tua historia (a sua verdadeira) voce mesma contou que ao saber que o maridex (na epoca amigo) era mulcumano vc procurou se informar sobre o que era ser muculmano, que perguntava muitas coisas p/ ele inclusive. Nao seria logico entao que o Hamudi tivesse querido saber mais sobre o Brasil antes de ter pensado em casar com ela?

    Barbrinha Elaine, nao precisa pisar em ovos nao…..nesse caso todos os arabes acham isso, seja eles muculmanos ou nao. Nao existe contato fisico entre homens e mulheres por aqui, no maximo um aperto de mao, digo no maximo, pois muitas vezes nem isso acontece. Eu ja me senti mal algumas vezes, pois quando vc ve alguem que gosta, quer dar um abraco, mas nao rola, eh impossivel e muito feio, para eles nao eh nada puro, significa contato intimo mesmo.

    Muito interessante a sua logica, mas nem sempre acontece assim……muitas vezes eles nao se dao conta que a mulher tao diferente assim……e ai comeca a gritar as diferencas….

    Quanto ao tempo, eles acabam agindo como se fosse com uma mulher da mesma cultura, aqui nao existe conhecer para depois casar……eles casam para depois conhecer…..

    A unica coisa que me incomoda eh rotular os arabes como terroristas, guerrilheiros, gente bruta, do mal……o resto, a gente sabe que eh problema cultura, modo diferente de ver a vida…..mas nao significa que sao piores ou melhores,…….

    Vc sabe que eh muito bem-vinda aqui…..sempre….

    Beijos e fiquem com Deus

  4. 4 Valéria Cruz 20 de agosto de 2008 às 23:27

    Barbrinha querida,

    Ainda não sei muito bem o que pensar, hoje tentei passar a história para a vida real ( a minha por exemplo )… fiquei tristinha, eu não sei como ia aguentar e ultrapassar todas estas diferenças, estaria sempre pensando antes de fazer qualquer coisa, não conseguiria ser “eu” mesma … seria muito complicado …

    Voltando a “nossa” novela:
    Realmente as diferenças culturais são espantosas … espero que tanto da parte de um como da parte de outro cheguem a um ponto comum …. acho que eles devem “estudar” mais a cultura um do outro … é muito complicado … as diferenças são muitas …

    Vai ser preciso MUITO AMOR para ultrapassar esta e outras barreiras.

    Fico a espera do passeio deles.

    Muito obrigada por nos dar a conhecer uma cultura tão diferente, espero que com a sua história eu consiga entender muita coisa que até hoje não entendo.

    Beijossssssssss

    Barbrinha Valeria, realmente eh muita diferenca e eh preciso muitooooooo amor para supera-las….. Vai acontecer mais coisas por ai…..aguarde e confie…..hehehehhe….Beijos e fiquem com Deus

  5. 5 Noelle 21 de agosto de 2008 às 2:39

    Oi Barbrinha! Gostei da forma como a Bia conseguiu contornar a situação, e fazer o Hamudi perceber como ele deve ser paciente antes de impor os costumes da cultura dele sobre a Bia, sem antes pensar em como a vida dela pode ser afetada. E também por mostrar que nem sempre o amor é lógico… Eu bem sei disso…
    bjossssssssssssss

    Barbrinha Noelle, hj a historia esquenta…hehehehhe….beijos e fiquem com Deus

  6. 6 Marina 21 de agosto de 2008 às 3:05

    Ai, meu Deus, Barbrinha! Tô mais viciada na sua novelinha do que em Pantanal (vc sabia que tá reprisando aqui no Brasil?)!!!!! kakakakakak
    Adoro!
    Beijinhos!

    Barbrinha Marina, Jura??????? Pantanal voltou???? Em que canal??????? Fico feliz em saber que vc esta gostando da novelinha….Beijos e fiquem com Deus

  7. 7 cidia santana 21 de agosto de 2008 às 3:32

    olá Brinha, estava com saldades de ti. Essa Bia é uma Brasileira mesmo conseguiu dar a volta no gatão rsrsrsr, Brincadeirinha, sabemos q onde há diálogo há compreensão, estar mais q comprovado q é conversando q se entende e se houvesse isto em muitas outras áreas dessa vida, seria muito mais diferente, enfim;A Bia teve muita cogruência e essa história estar linda, mim vejo o tempo todo nela ou melhor eu queria ser essa Bia! rsrsrsrsr bjim Jesus te ama.

    Barbrinha Cidia, que Deus a ilumine e que lhe de uma vida epleta de alegrias……Beijos e fiquem com Deus

  8. 8 priscila e as meninas 21 de agosto de 2008 às 15:14

    gostei muito dessse capitulo! estava com medo dele terminar com a Bia por causa de todo essa diferença de cultura!!!!!Quero mais!!!! Bjkas!!!!!

    Barbrinha Pri e meninas, olha soh o de hj…..Beijos e fiquem com Deus

  9. 9 Jana 21 de agosto de 2008 às 16:55

    Ai Meu Deus….
    cotadinha da Bia…..
    E Hamudi, entendi a mocinha, ela é de uma cultura totalmente diferente né….

    estou ansiosa!!!

    Barbrinha Eita Jana, isso ainda vai dar muito pano para a manga….kkkkk….Beijos e fiquem com Deus

  10. 10 Ciça 21 de agosto de 2008 às 16:59

    Jesus, Maria, José… arri égua manazinha estou me colocando na sua pele: como explicar para a criatura nossas atitudes erotizadas, vamos falar assim. Como fazer o pequeno aceitar issco como algo “natural”? De certa forma passei por isso, mas meu comportamento nao era “recriminado”. Com o tempo ele foi meio deixado de lado, e agora quando vou ao Brasil já estranho aquela pegacao, beijacao, tocacao… ai credo, to virando europeia

    Barbrinha Mana, essa historia nao eh minha nao….eu que estou inventando ela, eh que quero colocar algumas coisas no blog e o melhor jeito foi contando uma historia…..kkkkkk…….Beijos e fiquem com Deus

  11. 11 Jana 21 de agosto de 2008 às 17:06

    Barbinha…
    uma pergunta que não me sai da cabeça, sei que por ai isso não é nem cogitado, que dirá perguntado, mas a Bia é virgem? (desculpa a indiscrição, mas aqui no brasil é quase que normal uma mulher perder a virginda antes de casamento, né), e se não for o que vai acontecer???
    Desculpa se estou “indo com muita sede ao pote”!!!!

    Barbrinha Vou explorar isso jaja na novela…..espere soh um pouquinho, pode ser????????….kkkkkkkkkkk….tenho certeza que essa duvida nao eh soh sua nao…fique tranquila…Beijos e fiquem com Deus

  12. 12 Elaine 21 de agosto de 2008 às 20:45

    Sabe o que eu queria? que no final a novela tivesse outro final – “outro” pq jah to imaginando que nao importa o que eles vao passar, vai ser final de novela mesmo, quer dizer, “felizes p/ sempre”. Eu queria que fosse mais realista, tipo “nao deu certo, serviu de experiencia, e vamos que vamos”.

    Ai, credo, alguem jogou uma pedra em mim! LOL

    Eu por vezes penso que vivo num outro mundo. Considerando que mulheres pelo simples fato de serem “mulheres” sao romanticas e muitas procuram o “amor romantico”, aquele cor-de-rosa, casinha com cerca branquinhas, e coisa e tal (que a gente sabe que ta muito longe da realidade de casamento), acho normal que a gente (mulheres em geral) queiram ver tudo atraves dos nossos oculos cor-de-rosa.

    Barbrinha, eu queria assim uma historia mais pro lado do “The Bridges of Madison County”.

    *** Elaine ducking and running *** LOL

    Barbrinha Elaine, vc eh uma figuracaaaaaaaaaaa…..amo seus comentarios…….e essa de alguem estar te tacando um pedra, foi hilario…….mas eu disse que o final ia ser feliz????????? A novela ainda nem comecou direito…..kkkkkkkkkkk…..sera que sera feliz ou nao????????….aiaiaiiaia…..aguarde cenas do proximo capitulo….hahuauhahua..Beijos e fiquem com DEus


Comments are currently closed.



agosto 2008
D S T Q Q S S
« jul   set »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Mudamos!

Pessoal, o site mudou para casa própria, mas tá tudo lá! É só substituir aí nos seus favoritos o www.barbrinha.wordpress.com por www.barbarasaleh.com!

Os comentários aqui estão fechados, mas o bate-papo continua lá na casa nova. Não deixe de me visitar e participar!

Te vejo lá! Beijos e fiquem com Deus.


%d blogueiros gostam disto: