“Nunca sem minha filha”

Leia em http://www.barbarasaleh.com/2008/08/20/nunca-sem-minha-filha/

Anúncios

16 Responses to ““Nunca sem minha filha””


  1. 1 Uma Brasileira nas Arábias 20 de agosto de 2008 às 14:45

    Nunca vi. Valeu pela dica. Tem uma locadora aqui na rua da mami e vou ver se tem lá pra ver o mais rápido possível e dar meu pitaco! Bjs.

    Barbrinha Paty, Veja la e depois me fale…..com a mamis do lado eh melhor…hehehhe…Beijos e fiquem com Deus

  2. 2 Janinha 20 de agosto de 2008 às 16:28

    Olá!!! Conheci seu blog pelo da Vivien (Silviane) e já vim por aqui algumas vezes, mas agora tentarei ser mais assídua. Adoro ler suas histórias e conhecer um pouco mais sobre esses costumes tão longe do nosso dia-dia. Posso te linkar? Bjocas

    Barbrinha Janinha, Seja sempre bem-vinda por aqui, tome seu chazinho arabe e seus biscoitinhos de tamaras, eu vou te fazer uma visitainha tbem….e claro, fique a vontade para me linkar e nao perder o caminho…hehehhe Beijos e fiquem com Deus

  3. 3 priscila e as meninas 20 de agosto de 2008 às 17:57

    já assisti esse filme acho q mais de uma vez…rsrs….mostra uma historia que pode sim acontecer, como acontece em qualquer lugar…bjkas

    Barbrinha Pri, extamente……Beijos e fiquem com DEus

  4. 4 Ciça 20 de agosto de 2008 às 18:23

    Ue como assim??? Esse filme é de 1991… assisti na Secao da Tarde e foi a primeira coisa que me veio a mente quando comecei a ler teu blog. vcs se conhecem a tanto tempo???

    Bom, que seja… minha mae colocou Bernardo para assistir A lista de Schindler e ficou olhando na cara dele da mesma fora que a tua mae fez hahahahahah

    Barbrinha Cica, eu o conheco a muitosssssssssss anos…e na epoca o filme estava saindo em video….lembra que naquela epoca, a passagem cinema-locadora eh longa????? Desde dai que conheco maridex……depois 11 anos de namoro, 2 de casados…aiaiiaiai…..Mae eh sempre igual, soh muda de endereco….uhahuhauhuahua….Beijos e fiquem com Deus

  5. 5 Luciana 20 de agosto de 2008 às 18:32

    Olá barbara, tenho acompanhado seu blog há um tempo, mas só agora resolvi comentar pq vi que a desconfiança das pessoas com os arabes tem te incomodado. Antes de tudo parabéns pelo blog. É fantastico a maneira como vc retrata o mundo arabe, estou amando cada post.

    Pois bem, voltando ao assunto. Moro em recife e no ano passado foram mais de 250 mulheres assassinadas pelos seus companheiros. Este ano nos 3 primeiros meses ja estava em 50 a estatistica. No brasil foi criada a lei Maria da Penha para proteger as mulheres, além das delegacias da mulher que não sei se existe em todo Brasil, mas aqui tem muitas, do sertão ao litoral. E isso tudo é no Brasil, um pais ocidental e cristão.

    Eu li os livros O Caçador de Pipas e A Cidade do Sol. Gostei muito da leitura e acho que eles retratam bem a realidade dos arabes. E que a maioria são bons, mas muitas vezes são reprimidas pelos mais radicais.

    Bjs e Fique com Deus.

    Barbrinha Luciana,seja muito bem-vinda por aqui, tome seu chazinho e seus biscoitinhos de tamaras com a gente…….. muitas vezes eu me incomodo, pq vejo que nao eh verdade, vejo que sao alguns que fazem e outros que pagam o pato. Essas pessoas que cometeram essas atrocidades terriveis, nao podem sujar um povo que luta, que batalha, que corre atras de um futuro melhor a cada dia. Elas sao ruins por natureza, ou nao por terem nascido arabes ou nao. No Brasil, muitos brasileiros matam pessoas inocentes em grande escala, mas ninguem comenta qual era a religiao deles, simplesmmente citam o nome. Eu sei que vc eh do Nordeste (lugar dos meus pais tbem), em Sao Paulo qual eh a fama do homem nordestino?????? Que eh um homem que vive com a peixeira no cinto, que eh cabra macho, que mata, que briga, que faz e que acontece, agora eu te pergunto, eh verdade isso???????? Vc tbem nao se sente incomodada de ouvir uma generelizacao dessas??? Como te disse, meus pais sao nordestinos, e nunca os vi levantar a mao para ninguem, pq eu haveria de acreditar no que me eh mostrado por ai???????? Eh isso que eu tento mostrar nesse blog, que existe gente ruim sim, mas tbem existe muito mais gente boa por ai. Nao podemos rotular os arabes como sendo os terroristas do mundo, nao eh verdade. O Libano eh um pais que doi o coracao de ver…..A todo tempo eles estao ali a merce da proxima bomba que vai cair, Deus sabe onde…..e ai se cair na casa de alguem???????? Eles levantam e vao reconstruir a vida ou o que restou da vida de quem sobreviveu…….seria isso justo?????? Eh certo vc esta levando sua vida numa boa e um outro alguem do mal acaba-la em dois segundo???????? Eh por isso que defendo sim os arabes, mas defendo os arabes bons….os ruins, esses ai, peco a Deus que os ilumine…..sinto muito pelas mulheres da sua cidade…..quem fez isso tera que pagar por isso……Beijos e fiquem com Deus

  6. 6 Luciana 20 de agosto de 2008 às 19:11

    Poxa, barbara! Nem me liguei nisso. Do preconceito que existe com o povo nordestino. Obrigada pelas suas palavras. O preconceito e o pré-conceito são terriveis.

    Barbrinha Linda, a casa eh nossa…..Beijos e fiquem com Deus

  7. 7 Beth Q. 20 de agosto de 2008 às 20:15

    Menina, assisti este filme umas 3 vezes na vida. Aliás, desde os tempos da sessão da tarde.
    Realmente o filme marca, marca tanto que toda vez que a gente vê alguém casando-se com um “turco”, a primeira coisa que pensa é no bendito do filme.

    Os tempos hoje são outros, acho que a mentalidade também está evoluindo e o homem mais moderno não é assim tão inflexível.
    beijos cariocas garotinha!

    Barbrinha O pior que esse filme marca neh? Nao tem como, casou com o arabe, la vem ele na mente……hehehhehe…….Mas ainda bem que tem pessoas que sabem diferenciar o que eh o que……Beijos e fiquem com Deus

  8. 8 Renata Assis 21 de agosto de 2008 às 3:52

    Tambem jah assisti esse filme umas duas vezes. Eu gostei… Mas sempre paro pra penser que deve ter muuuuita gente na mesma situacao…
    Que Deus esteja com essas pessoas sempre.
    Beijoca.

    Barbrinha Amem Re, e isso em qualquer lugar do mundo neh? Beijos e fiquem com Deus

  9. 9 Evora 21 de agosto de 2008 às 4:30

    Oi Bábara! Olha só, se não me engano, esse filme trata de muçulmanos iranianos de origem persa e não árabe. Mesmo assim, valeu a dica!
    Bjus

    Barbrinha Evora, faz um tempao que nao o vejo….minha mae parou de aluga-lo….kkkkkkkk…..se vc ver novamente, vc confere por favor essa informacao….por aqui nao o acho…..Beijos e fiquem com Deus

  10. 10 cidia santana 21 de agosto de 2008 às 4:43

    olá Brinha tdb? á respeito dessas artrocidades terríveis q falam sobre os Àrabes é de uma maldade sem tamanho, eles pintam os Àrabes, os túrcos, etc. Como se fossem povos de outro mundo.Ñ sabendo eles q somos todos iguais independentes de culturas, credo, raça, cor etc. Somos filhos de um só criador, Deus nos ama igual porq somos filhos dele criados por ele. O olhar de Deus estar sempre sobre nós onde quer q fomos e so resta a ele nos julgar ou nos condenar. Os humanos são muitos complexos e estão sempre conflitantes, q pena! “sei q temos diferenças e as vezes ñ temos como mudar, mas quando digo : somos todos iguais é como ser-humano aos olhos de Deus” ñ conheço nenhum Árabe pessoalmente, só pela net eu tc com um libanês e ele passa ser uma pessoa linda, doçê carinhosa, muito gentíl e nos damos muito bem. Desculpa pelo jornal kakakakak, só ñ admito injustiças eu só queria expor a minha opinião, bjim e se cuida.

    Barbrinha Cidia, vc esta certa, somos todos iguais perante aos olhos de Deus…..o homem eh que nao enxerga isso…..Beijos e fiquem com Deus

  11. 11 Denise Neves Santos 21 de agosto de 2008 às 13:42

    Hoje eu coloquei a minha dica cinematografica da semana. Persépolis!
    Assisti “Nao sem a minha filha” pela primeira vez sábado passado, comecei a chorar nos primeiros 20 minutos do filme… Muito desesperador!!!

    Assista Persépolis, voce vai adorar!!!

    Barbrinha De, esse filme eh mesmo pesado……e o Persepolis, aqui nao tem locadora, vou ter que esperar para ir ao Brasil e assistir……buaaaaaaaaaaaa….vi propaganda dele assim que saiu….mas nao deu pra ver ainda….obrigada pela dica…Beijos e fiquem com Deus

  12. 12 SOL 25 de agosto de 2008 às 1:11

    Primeira coisa que me falam para assistir a este filme , assim que comento que conheci um libanes, muculmano … heheh !!! Achei mto legal ter encontrado estes comentarios aqui !!!E mesmo sabendo quanto antigo eh este filme , ainda percurte…
    Obrigada !!!

    Barbrinha

    Entao eu reforco, assista e veja o que ele fala….para assim vc ter como falar com as pessoas….Depois vem aqui falar o que achou, ok?..kkkkkk….Beijos e fiquem com Deus

  13. 15 claudia zaarour 11 de abril de 2009 às 22:58

    ola
    barbinha

    eu amo seu blog, acho o maximo o facto de mostrar que o mundo arabe nao e o que as pessoas pessam.

    o desconhecido no mundo arabe e apenas a ignorancia das pessoas de nao aceitaram o que e certo.

    sou casada com um libanes e posso dizer ele e nota 1000. e tenho uma filha com ele. minha princesa chama-se tamara. ele e super babado pela filha e por me. sou super feliz de fazer parte do mundo arabe.

  14. 16 Paula 22 de setembro de 2009 às 23:22

    Oi Barbara,

    Olha, na minha opinião, todos os arabes são ruins, tanto homens quanto mulheres.. e eu falo isso de barriga cheia e por experiencia propria. Eu nunca vi um arabe bom na minha vida, se vc conhecer, me apresenta que eu to pra ver!!!
    Eles vivem no “mundinho” formado por eles mesmo e são totalmente condicionados a regras impostas pela sociedade deles, regras que são muito loucas, que na verdade da nojo.
    São uma especie de povo bem atrazado e que não tem vontade nenhuma de evoluir.
    São muito perigosos tambem!!!
    Esse filme é a mais pura realidade das mulheres que casam com arabes imaginando que serao felizes para sempre. Doce engano… Se eles não respeitam nem as mulheres da etnia deles, quem dirá as ocidentais entao!! Eles são capazes disso e coisas piores ainda.. E mais, eles tem o dom de enganar e iludir as pobres.
    Infelizmente sou descendente de arabe e sei muito bem o que eu estou falando.
    Desculpe a sinceridade, eu precisava falar isso aqui…


Comments are currently closed.



agosto 2008
D S T Q Q S S
« jul   set »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Mudamos!

Pessoal, o site mudou para casa própria, mas tá tudo lá! É só substituir aí nos seus favoritos o www.barbrinha.wordpress.com por www.barbarasaleh.com!

Os comentários aqui estão fechados, mas o bate-papo continua lá na casa nova. Não deixe de me visitar e participar!

Te vejo lá! Beijos e fiquem com Deus.


%d blogueiros gostam disto: