Criando Meninos!!!

Leia em http://www.barbarasaleh.com/2009/03/01/criando-meninos/

Anúncios

11 Responses to “Criando Meninos!!!”


  1. 1 iris 1 de março de 2009 às 21:20

    Assalamu Alaikum

    Sabe amiga, independente de credo, cor, poder aquisitivo, uma mãe nunca deseja mal para o filho (estou falando de mãe de verdade…), ela sempre cria o seu filho (a) para ser uma pessoa boa acima de qq coisa. Mas a realidade nos mostra que não é bem como pensamos, como desejamos, há muito percalços nessa vida. Sei o que é ser boa mãe, tenho uma e sou uma…. eu sou e tenho consciência de ser uma boa mãe, mas infelizmente o destino nos prega algumas peças, e trai o nosso coração e nos decepciona. Nunca sabemos como realmente agir.
    Acontece coisas que nem sabemos explicar o porque daquilo estar acontecendo…criamos nossos filhos com bons valores, que parece que se perdem ao meio do caminho, independente de que sejam homem ou mulher.
    Como tenho um casal de filhos, hoje adultos, posso te garantir, criar filho “homem” é mil vezes mais difícil, seja onde for. O meu flho “homem” já me decepcionou várias vezes e em compensação minha filha “mulher”é meu porto seguro. AMIN. Mas o perdão sempre está em nossos corações.

    Sou muçulmana, assim como voce me reverti, mas antes criei meu filho na religião católica. Então tenho uma amiga que criou o filho no Islã, ambos são da mesma idade, nossos filhos…e eles estão em caminhos bem diferentes, onde seria mais normal o meu seguir o caminho errado, por não conhecer o verdadeiro Deus…mas… A vida é imprevísivel!

    Não quero dizer que filhos decepcione sempre, lógico que vai de cada um, do seu destino. Acredito demais no destino! Porque hoje eu sei o porque Deus fez acontecer a briga entre eu e meu filho, hoje somos muito mais amigos do que eramos antes!

    Que voce seja bem feliz com o seu bebejinho, independente de onde e como ele for criado.
    Aconselho que voce e todas as mães que andam por esse blog, que tenham decepcões ou não, ame muito seus filhos…SEMPRE…INCONDICIONALMENTE !!!

    Beijos mil.

  2. 2 Juliana 2 de março de 2009 às 4:08

    EU ainda nao casei nao tenhu filhos mais ja posso sentir o mesmo sentimento pois o meu desejo é igual. Mas qru flar aki em posição de uma filha ainda nova jovem . Crescemos sabendo que nao devemos desrespietar o pais e que devemos ouvir seus conselhos , mas o que os pais muitas vezes esquecem é que se trata de uma outra pessoa que esta ali e que por mais que sejam criados dentro de condutas boas de padroes morais respeitaveis ele é e sera influenciado por mais coisas e sua personalidade se fara propria. É ai que muitos pais se decepcionam porque muitas vezes seus filhos tiveram atitudes que nao vieram daquela criação sadia, só que o filho as vezes precisa se permitir, precisa passar pela situação, e ele tem sede de ser respeitado o que a “preocupação” algumas vezes exagerada da mae nao deixa é logico q eu nao estou flando que tem que largar o filho ai pelo mundo issu nao, deve-se ensinar . Muitos pais nao entendem o significado da palavra ensinar é se fazer enteder explicando, e nao impondo. A conversa o dialogo DEVE TEM QUE EXISTIR porque se nao houver é como se despertasse a ira dos filhos.
    E no meu ver a religiao deve ser ensinada de forma que ela entre no coração dos filhos porque de nada adianta se eu soubesse a BIBLIA de cor inteira e nao trouxesse pra minha vida o que DEUS esta querendo ensinar. E os pais nao podem pensar de maneira alguma que podem salvar a vida de seus filhos porque muitas vezes nao podem salvar-se a si mesmos. O que deveria acontecer é ensina-los a palavra DEUS que a propria BIBLIA DIZ “INSTRUA O MENINO NO CAMINHO EM QUE DEVE ANDAR PARA QUE MAIS TARDE NAO SE DESVIE DELE” e orar a DEUS para que a palavra faça efeito porque NAQUELE dia cada tera que prestar conta de si mesmo e nos vemos o exterior que muitas vezes pode parecer certinhu de uma pessoa que sabe a religiao que vai a igreja , mas DEUS conhece o CORAÇÃO do homem.
    Ser boa mae nao é dificil é só pedir direção a DEUS tem atitude melhor??? tenhu certeza que nao o amor suporta todas as coisas ensinar com amor é uma virtude e a paciencia é um dom. Os filhos sao herança do SENHOR receba esse presente e o entregue nas maos de DEUS confia NELE e ELE tudu fara!!!!!

    bjuuuu

    fika com DEUS

    amu voces principalmente voce IRIS =]

  3. 3 Ciely 2 de março de 2009 às 17:18

    Acho que um post sobre pais muculmanos é uma excelente ideia …Seu bebe nao é apenas um presente pra vc . Mas um presente pra todos nós ,porque vc sabe dividi as suas coisas boas como ninguem, essa sua nova fase de vida ja esta servido para olharmos as diferenças de dificuldades de criação aqui e em outro país e sei que teremos muitos assuntos para debatermos sobre esse tema e todos saem ganhando. Que DEus te abençoe muito mais pq ele sabe que essa bençao sera dividida com milhares. Allah maik bjs

  4. 4 L.S. Alves 2 de março de 2009 às 18:28

    Meninos, meninas, casal de gêmeos? Não importa. Você não estará preparada, eu não estou preparado, ninguém está preparado. Pode ser que eu esteja errado. Quero principalmente deixar claro que não sou o dono da verdade e muito menos acredito que exista uma única verdade, mas vamos em frente. Sou pai de uma menina. É mais fácil criar uma menina? Não sei. Entretanto acredito que não haja diferenças, pois estamos falando de criar um ser humano. E pra isso não existe fórmula pronta. Creio que o importante seja o amor pela criança. E neste ponto entra a maturidade dos pais. Pois devemos lembrar que por mais que amemos nossas crianças e queiramos o seu bem nós devemos criá-las para o mundo e não para nós mesmos. Superproteção não é amor.
    O importante é manter a criança limpa, alimentada, saudável e respeitada como indivíduo. E para construir bons valores morais não há nada melhor do que o bom exemplo. Vale a frase:
    Criança vê, criança faz.
    Assim como eu irão aparecer várias e várias pessoas falando o que deves e o que não deves fazer. Inclusive a tua família e a familia dele. Só que no fim apenas duas pessoas são realmente responsaveis pelas decisçoes tomadas, você e ele. Por isso não dê ouvidos as pessoas, escute-as, mas decida com o seu bom senso. Acredito que esse é o melhor caminho a seguir.
    Espero não ter sido confuso em demasia.
    Um abraço e boa sorte.

  5. 5 Téti 2 de março de 2009 às 19:40

    concordo amiga! não é pq é menino q pode tudo não! TODOS independente do sexo devem aprender educação, respeito e amor ao próximo!
    vai ser uma bênção de Allah este bebejinho, aliás, já é! que Deus os abençoe nesta tarefa de educa-lo!
    beijossssssss

  6. 6 iris 2 de março de 2009 às 19:42

    Tem um poema que diz:

    Poema Enjoadinho

    Vinícius de Moraes

    Filhos… Filhos?
    Melhor não tê-los!
    Mas se não os temos
    Como sabê-lo?
    Se não os temos
    Que de consulta
    Quanto silêncio
    Como os queremos!
    Banho de mar
    Diz que é um porrete…
    Cônjuge voa
    Transpõe o espaço
    Engole água
    Fica salgada
    Se iodifica
    Depois, que boa
    Que morenaço
    Que a esposa fica!
    Resultado: filho.
    E então começa
    A aporrinhação:
    Cocô está branco
    Cocô está preto
    Bebe amoníaco
    Comeu botão.
    Filhos? Filhos
    Melhor não tê-los
    Noites de insônia
    Cãs prematuras
    Prantos convulsos
    Meu Deus, salvai-o

    Melhor não tê-los…
    Mas se não os temos
    Como sabê-los?
    Como saber
    Que macieza
    Nos seus cabelos
    Que cheiro morno
    Na sua carne
    Que gosto doce
    Na sua boca!
    Chupam gilete
    Bebem shampoo
    Ateiam fogo
    No quarteirão
    Porém, que coisa
    Que coisa louca
    Que coisa linda
    Que os filhos são!

    Bem verdade!!!!

    kkkkkkk

  7. 7 Camilla 3 de março de 2009 às 6:10

    Gostei da sugestão… conta mais! 😀

  8. 8 Ciça 3 de março de 2009 às 13:30

    Essa de “Menino pode tudo” colocou muito filho sem pai no mundo. pq nas entre linhas é isso que eles querem dizer pois ele nao engravida. Ah mana… AMO quando me aparece uma plea frente… mais ainda quando essa uma tem uma filha e o panico estampa!!!! Deus me perdoe por tanta azedura, mas quem cria “machinho” se nao os próprios pais?

  9. 9 Vanessa 3 de março de 2009 às 19:09

    Ola. Concordo com o comentario do LS ALves. Tenho um lindo menino de dois anos e acredite: crianca e uma esponja. Eles estao o tempo todo te observando e voce ficara surpresa de ve-los te imitando quando voce menos espera. Por isso, nossas acoes para as criancas ensinam muito mais do que as palavras. A biblia tambem nos da uma importante licao: “ensina o menino no caminho em que deve andar e ate quando crescer nao se desviara dele”. Bjs e felicidades com o bebejinho.

  10. 10 iris 3 de março de 2009 às 20:50

    Brigada Ju…amor para tu também!!!

  11. 11 mariachiquinha 3 de março de 2009 às 23:27

    “Criar um filho em um pais do Oriente Medio, seja ele menino ou menina, eh algo completamente diferente de criar em um pais Ocidental.”

    Ainda não tive meus filhos, mas não queria que eles fossem criados nesse mundo ocidental onde tudo é normal, permitido, onde valores morais estão invertidos.

    Por ser muçulmana, viver em uma cidade onde não há muçulmanos (não que eu conheça, afinal moro na roça e isso por aqui é quase que ser um e.t.), seria dificílimo educar um filho dentro do islam.


Comments are currently closed.



março 2009
D S T Q Q S S
« fev   abr »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Mudamos!

Pessoal, o site mudou para casa própria, mas tá tudo lá! É só substituir aí nos seus favoritos o www.barbrinha.wordpress.com por www.barbarasaleh.com!

Os comentários aqui estão fechados, mas o bate-papo continua lá na casa nova. Não deixe de me visitar e participar!

Te vejo lá! Beijos e fiquem com Deus.


%d blogueiros gostam disto: